Ácido fólico para gestante, saiba porque ele é essencial! 01/01/2018 Pitibebê

Você já ouviu falar do ácido fólico para gestante? Saiba que ele é essencial para a sua gravidez e a saúde do bebê. Descubra porque e como consumir. Leia mais!

A partir do momento que sabe que está grávida, você precisa começar a ingerir uma suplementação de ácido fólico. Esse item é fundamental para o desenvolvimento do seu bebê, prevenindo, por exemplo, lesões no tubo neural dele.

O ácido fólico para gestante beneficia o bebê sob diversos aspectos, entre eles, na prevenção de doenças. E ainda melhor, sem causar nenhum efeito colateral na mamãe.

Mas, pera aí. Estamos falando como se todo mundo soubesse o que é ácido fólico. Pois bem, pesquisamos para você, o que é ácido fólico e porque ele é essencial na gestação. Não pare a leitura.

O que é ácido fólico?

O ácido fólico é um nutriente de extrema importância para o bom funcionamento do nosso organismo. Também conhecido por folato ou vitamina B9, tem participação na divisão celular e na formação de células de sangue na medula óssea.

Sua função envolve ainda a prevenção de doenças neuropsicológicas, proteção ao coração e participação na formação do tubo neural do feto.

Onde encontrar o ácido fólico?

Você pode encontrar o ácido fólico em comprimidos nas farmácias ou em alguns alimentos. Abaixo, separamos exemplos de alimentos que você pode incluir a partir de hoje nas suas refeições diárias. Confira:

  • Vegetais de cores escuras: espinafre, brócolis, escarola e aspargo
  • Fígado de galinha, peru ou fígado de boi
  • Espinafre cozido
  • Macarrão cozido
  • Grão-de bico ou lentilhas
  • Ervilhas
  • Abacate

Ácido fólico para gestante: por que consumir?

Como falamos no início do texto, o ácido fólico para gestante é essencial para a boa formação do bebê e evitar algumas doenças. Sua ação também é a de ajudar na formação da placenta e no desenvolvimento do DNA.

Confira as principais doenças que o ácido fólico ajuda a prevenir em bebês que ainda estão na barriga da mamãe:

  • Anencefalia
  • Lábio leporino
  • Espinha bífida
  • Doenças cardíacas
  • Pré eclampsia

O ácido fólico para gestante ajuda a evitar a anemia, depressão e o câncer na mamãe.

Quanto devo consumir?

Especialistas recomendam, na maioria dos casos, o consumo de ácido fólico para gestante em 600 mg por dia. Entretanto, como os comprimidos utilizados são de 1, 2 e 5 mg, é comum que os médicos recomendem a ingestão de 1 mg, facilitando assim, o seu consumo.

Vale ressaltar que o consumo de alguns tipos de alimentos em suas principais refeições também ajudam no consumo de mais ácido fólico. Se precisar, leia novamente os alimentos que escrevemos anteriormente e anote para a próxima lista do supermercado.

Fique atenta: Consumir ácido fólico é ótimo para a saúde, isso você já está sabendo. Mas, como a grande maioria do que consumimos, o excesso pode fazer mal. Sintomas como náuseas frequentes, inchaço do abdômen, gases excessivos e insônia podem ser sinais de que você exagerou no consumo de ácido fólico. Nesse caso, procure o seu médico para conseguir mais informações e para que ele a oriente sobre o que fazer.

Por quanto tempo devo tomar o ácido fólico na gestação?

A recomendação é que o consumo de ácido fólico para gestante aconteça até, pelo menos, o final do terceiro mês de gestação. Porém, consultar o seu médico antes dessa, e de qualquer outra decisão que envolva a sua saúde e a do bebê, é muito importante.

Os médicos recomendam ainda que, três meses antes da gravidez, a mulher também comece a consumir o ácido fólico. “Mas, eu não sabia que iria engravidar agora!”. Tudo bem, isso é comum acontecer. A partir do momento que descobriu que está grávida, consulte o seu médico e trate deste assunto logo de cara.

Ácido fólico para gestante engorda?

Se você ouvir falar de que o ácido fólico para gestante engorda, delete essa informação. O ácido fólico não engorda! Como vitamina que é, não possui calorias para causar o aumento de peso.

Mamãe, não esqueça que o ácido fólico para gestante é essencial para uma gravidez saudável e para a saúde do bebê. Por esta razão, não deixe para pensar nisso “depois”. Peça informações ao seu médico e comece hoje mesmo a consumir mais ácido fólico.

E aí, gostou do nosso texto de hoje? Temos certeza de que você e o seu bebê só tem a ganhar com essas informações. Continue lendo nossos conteúdos, é um mais bacana do que o outro. Acompanhe nosso blog!

Categoria: Saúde do Bebê
[contact-form-7 id="60" title="Receba Dicas" html_name="dicas-pitibebe"]

Outros textos do blog Pitibebê

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.