Berço de bebê: descubra como ter uma cama confortável e segura 06/11/2017 Pitibebê

Resolvemos trazer, no post de hoje, algumas dicas sobre o que levar em consideração na escolha do berço de bebê.

A maternidade é um momento mágico na vida do casal. Ela promove uma série de transformações na relação dos pais, eleva a intimidade, solidifica seus planos familiares e mostra com mais nitidez que, a partir de agora, os detalhes farão toda diferença.

Entre os principais detalhes da chegada de um filho está o berço de bebê, que precisa ser escolhido “a dedo” com todos os critérios para evitar armadilhas e garantir conforto e segurança para o mais novo integrante da família.

Por esse motivo, resolvemos trazer, no post de hoje, algumas dicas sobre o que levar em consideração na escolha do berço de bebê. Vamos lá?

Berço certificado pelos órgãos competentes

Antes de tudo, é preciso levar em consideração que o berço de bebê deve possuir certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Caso seja um berço antigo, como uma herança de família, analise se a tinta tem revestimento à base de chumbo, que é uma substância tóxica quando ingerida. Se for o caso, reforme o berço.

Medidas seguras de berço de bebê, segundo o INMETRO:

  • Altura do cercado: no mínimo 60 cm para evitar que o bebê pule;
  • Distância entre as ripas do estrado: máximo de 6 cm. Do mesmo modo, o estrado deve ser bem firme, o que inclui também, aqueles com estrado removível e ajustável, que devem conter travas para que ele não saia do lugar sozinho;
  • Distância entre as barras das grades laterais: entre 4,5 cm e 6,5 cm para o bebê não se prender entre as barras.
  • Tamanho interno do berço: deve ser o suficiente para comportar o colchão de bebê – que no Brasil tem 1,30 m por 60 cm. Já os berços de estilo americano são maiores por isso há o cuidado de encontrar um colchão que caiba sem folgas.
  • Distância entre o estrado e as laterais do berço: máximo de 2,5 cm para o bebê não prender as pernas ou os braços.

Funcionalidades do berço de bebê

Alguns modelos de berço de bebê são berço e pronto, não é mesmo? Já outros podem depois virar mini cama, vem com cômoda e trocador conectados. Dessa forma, reflita bastante antes no que você precisa ou vai precisar no futuro e já escolha um modelo tendo isso em mente.

Pensar direitinho sobre esse detalhe antes, pode ajudá-la a economizar espaço e/ou dinheiro agora ou no futuro. Conheça alguns dos modelos de berço de bebê abaixo:

Acoplado à cama

Muito útil nas primeiras semanas de vida da criança ou quando o pequeno demanda mais atenção dos pais, esse tipo de modelo de berço de bebê funciona da seguinte forma: ele se acopla à cama dos adultos e fica sem grade para o lado que está voltado para a cama.

Multifuncionais

Podem ser maiores, com prateleiras ou com gaveteiros acoplados para servirem a mais de uma função. Pode ser uma boa opção quando o quarto do bebê possuir um tamanho maior.

Berço que vira cama

O berço de bebê que se transforma em cama é uma opção bem prática e econômica, principalmente, em longo prazo. Existem vários modelos que você vai adaptando conforme a criança vai crescendo. Quando a criança já não precisa de grades, as grades laterais podem ser retiradas. Além disso, existem modelos que até o comprimento pode ser estendido para acompanhar o crescimento do seu filho.

Com regulagem de altura e grades ajustáveis

Alguns berços permitem que você monte o estrado e as grades laterais a várias alturas. Só tenha o cuidado de manter a altura segura entre o colchão e o topo das grades. Já as grades ajustáveis são muito práticas, pois você também pode usar o berço como trocador.

Segurança do bebê

O berço é o lugar onde o bebê passará mais tempo sozinho, sem supervisão, certo? Motivo suficiente para a segurança ser o primeiro critério a ser avaliado!

Outra dica importante: antes de comprar, teste o berço. Não, você não precisa deitar dentro dele para fazer o teste, mas levantar e baixar a grade, caso o berço tenha a funcionalidade. Isso pode ser feito!

Tipo de colchão para o berço de bebê

Não faz nenhum sentido optar pelo modelo de berço perfeito e, depois, pecar no colchão. E lembre-se: até os três anos o ideal é que a criança durma em um colchão de espuma densidade 18 para garantir conforto e segurança. Por falar nesses quesitos, vamos ao nosso último item: acessórios.

Acessórios

Além de lindos, os acessórios fazem toda a diferença para garantir o conforto e segurança dos bebês. Veja alguns deles:

  • Suporte para mosquiteiro: deve ser conferido com atenção e deve estar a uma altura segura para o seu bebê não se machucar com ele. De preferência pendure o mosquiteiro no teto. Uma boa dica é usar um dossel.
  • Protetores de berço: eles não foram feitos para soment enfeitar, apesar de a maioria das pessoas comprarem só devido à beleza. A função dos protetores é evitar que o bebê se machuque ao se movimentar. Eles devem servir para evitar que a criança bata na madeira ou coloque as mãozinhas entre as hastes. Para ser mais seguro: evite adquirir protetores com objetos e laços grandes aplicados, eles podem causar problemas diversos: machucar e até asfixiar o bebê.

 

O que achou do conteúdo de hoje sobre dicas de segurança e conforto para o berço de bebê? Conte para a gente nos comentários!

Categoria: Saúde do Bebê

Receba via e-mail dicas especiais para cuidar de seu bebê!

Outros textos do blog Pitibebê

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.