5 dicas para cuidar da pele do bebê nos meses mais frios 12/06/2018 Pitibebê

Como andam os cuidados com a pele do bebê neste inverno? Saiba que a pele dos pequenos também precisa de atenção especial. Acompanhe as dicas!

Você sabia que a pele do bebê também sofre no inverno? Não é apenas a nossa pele de adulto que sente os efeitos das temperaturas mais baixas. Os pequenos, mesmo os recém-nascidos, merecem cuidados especiais.

Em tempos de dias mais longos e gelados, a tendência é de que a cútis (película que recobre a pele) do bebê comece a ressecar e a desidratar, podendo causar algumas complicações, como dermatite atópica e coceira.

Quer saber como evitar problemas com a pele do bebê nos meses mais frios? Continue lendo e siga as nossas 5 dicas.

1. Evite banhos muito quentes e demorados

Ninguém é doida de dar banho em água fria. No entanto, água muito quente e banhos demorados no inverno devem ser evitados. O contato prolongado com a água quente causa o ressecamento da pele do bebê.

O recomendado é dar um banho rápido e sem abusar do uso da sabonete. Em seguida, quando o bebê já saiu do banho, passar um bom hidratante no corpinho dele é uma ótima medida.

Além dos cuidados com a temperatura da água e com o tempo de duração do banho, os pais precisam prestar atenção na hora de secar o bebê. Quando terminar o banho, o melhor a se fazer é enrolar o pequeno em uma toalha grande e felpuda. Depois, é hora de secar o bebê com movimentos leves afim de evitar qualquer irritação na pele. E não esqueça de olhar bem nas “dobrinhas”.

2. Use hidratante para a pele do bebê

Quem foi que disse que não existem hidratantes para o bebê? Loções apropriadas para a pele do bebê são super indicadas durante o inverno para evitar o ressecamento da pele.

Os hidratantes podem ser utilizados já nos primeiros meses de vida da criança. A ressalva fica por conta das restrições que somente o dermatologista pode informar. Portanto, converse com o seu médico sobre qualquer dúvida que surgir.

3. Prefira as roupas de algodão

As roupas de algodão são as mais indicadas para o conforto e bem-estar do bebê. Peças de lã ou náilon costumam causar irritações em contato direto com a pele, principalmente quando ela está ressecada.

Não estamos falando que não se pode usar outros tipos de tecido. O cuidado é para que por baixo sempre esteja uma roupinha de algodão.

4. Cuidado com o excesso de roupas

Com as temperaturas mais baixas, é comum encontrarmos crianças agasalhadas em excesso. Mesmo que a intenção dos pais seja a de proteger o bebê, é preciso ter bom senso neste momento.

Se você perceber que a criança está suando, pode ser que seja em decorrência do excesso de roupas. Com isso, a pele do bebê fica úmida e os riscos de surgirem brotoejas (bolinhas rosadas que pipocam na pele) são maiores.

5. Proteja o bumbum do bebê

O bumbum do bebê está limpinho e uma nova fralda precisa ser colocada. É neste momento que os pais devem verificar se a região do bumbum está seca. Feito isso, é hora de aplicar um ótimo creme para evitar assaduras e irritações provocadas pelo contato direto com a urina e o cocô.

Dica extra: o perfume

Mamãe, evite passar muito perfume na pele do bebê. Algumas gotinhas de colônia sem álcool são o suficiente para quando você quiser deixar ele mais cheirosinho.

Então, gostou das dicas para a pele do bebê no inverno? Continue acompanhando os nossos conteúdos, o blog está cheio de textos especiais sobre bebês. Acompanhe também a página da Pitibebê no Facebook

Categoria: Saúde do Bebê

Receba via e-mail dicas especiais para cuidar de seu bebê!

Outros textos do blog Pitibebê

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.