O que faz da gravidez de gêmeos diferente para a mamãe? 14/05/2018 Pitibebê

A gravidez de gêmeos é linda! Roupinhas iguais, os dois indo para a escola juntos e tantas outras experiências. Só que é preciso tomar alguns cuidados extras.

Quando uma notícia é dada, lá no momento do ultrassom, desta forma: “parabéns, são gêmeos!“, chega a ser um susto! Logo depois, a alegria de uma gravidez de gêmeos enche toda a família de orgulho. São dois coraçõezinhos a mais batendo dentro da futura mamãe.

Ao mesmo tempo em que a alegria é redobrada, os cuidados também devem ser. Essa é a principal diferença entre a gravidez única e a gravidez de gêmeos. Continue lendo e descubra quais são esses importantes cuidados.

Gravidez de gêmeos

Os gêmeos são formados de maneira natural e dois modos. Quando o embrião é “quebrado” em duas partes iguais, chamamos de gêmeos univitelinos. Eles são os gêmeos idênticos.

Outra maneira é quando existem fetos diferentes, podendo ser um menino e uma menina ou até irmãos com cores de pele diferentes. Neste processo, a mulher tem ovulação dupla e dois espermatozoides concebem dois embriões diferentes. Chamamos os bebês de gêmeos bivitelinos.

Gravidez de gêmeos: cuidados redobrados

A gravidez de gêmeos ainda gera muitas dúvidas entre as mamães. É importante que elas fiquem atentas às orientações médicas e sigam dicas positivas, como estas abaixo:

1. Mais consultas médicas e exames durante o pré-natal

As visitas ao médico devem ser mais frequentes quando há uma gravidez de gêmeos. Geralmente, o médico pede para que a futura mamãe faça os exames do pré-natal de duas em duas semanas, diferente da gestação única, onde o intervalo é de quatro semanas.

No começo do terceiro trimestre, o recomendado é que as visitas ao médico tornem-se semanais. Essas medidas são fundamentais para evitar situações de riscos, como parto prematuro, diabetes gestacional, pré-eclâmpsia e até um aborto espontâneo.

2. Atenções redobradas com alimentação e peso

Nós sabemos que vamos ganhar peso quando estamos grávidas, óbvio. Mas, em uma gravidez de gêmeos, é necessário que seja feito o acompanhamento da alimentação ainda mais de perto. No caso do peso sair do controle, os riscos das complicações citadas no item anterior, aumentam.

O peso fora do normal também vai exigir mais da mamãe, pois ela poderá sentir mais cansaço e mais dores pelo corpo, como nas costas, pés, pernas e braços. Entretanto, se a alimentação for balanceada e a rotina de exercícios corresponder às orientações médicas, tudo isso pode ser amenizado.

3. Silêncio, a mamãe precisa descansar

Uma gravidez de gêmeos também exige que a mamãe descanse mais. Mesmo que a rotina dela seja agitada, é preciso “pisar no freio” e reservar alguns horários extras para descansar. O corpo vai pedir por alguns momentos “relax” e a mamãe e sua família precisam respeitar isso.

No final da gestação, é importante que o descanso seja ainda maior. Isso vai diminuir os riscos de um parto prematuro e oferecer mais segurança para a mamãe e os gêmeos que logo vão estar “aqui fora”.

4. Planejamento do parto pode ser um pouco diferente

Planejar a data do nascimento quando a gravidez é única é mais simples. Isso porque a o parto costuma ser realizado na 40ª semana, salvo quando prematuro. Em contrapartida, as chances do nascimento de gêmeos ocorrer por volta da 36ª ou 37ª semana são maiores.

Além da possibilidade de antecipação, a maioria das mamães não conseguem ter parto normal. Não é impossível, mas dificilmente os dois bebês estarão em uma posição que favoreça a esse tipo de parto. Somente o médico poderá tirar essa dúvida. Então, as chances de cesariana são bem maiores.

5. Mais atenção na hora do parto

O parto, seja ele de gravidez única ou de gêmeos, exige atenção especial da equipe médica. O que diferencia é a agilidade que o obstetra precisa ter para retirar dois fetos. Como o útero da mamãe tende a sangrar mais e ficar “mais cansado”, o processo tem que ser rápido.

Gêmeos, mas não iguais em tudo

Um conselho de especialistas é de que, ao criar os gêmeos, sejam eles idênticos ou não, os pais não devem esperar que eles se desenvolvam de forma igual. Por exemplo: só porque um parece ser mais agitado do que o outro, não quer dizer que ambos tenham que demonstrar a mesma energia em atividades físicas.

O mais importante é respeitar a individualidade e a personalidade de cada um. Desta forma, eles crescem ao seu tempo e mais felizes.

gravidez de gêmeos

Mamãe, já escolheu o nome do bebê? E se forem dois, três…? Clique aqui e veja a lista com os nomes mais comentados de 2018 para meninos e meninas. 

 

Categoria: Saúde do Bebê

Receba via e-mail dicas especiais para cuidar de seu bebê!

Outros textos do blog Pitibebê

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.