Gravidez semana a semana: chegamos aos 2 meses! 13/10/2017 Pitibebê

O segundo mês de gravidez ainda não revela a famosa barriguinha. Na gravidez semana a semana, os cuidados com a saúde e alimentação já são fundamentais.

Um dos momentos mais emocionantes da gravidez, certamente, é ouvir o coração do bebê bater pela primeira vez. O sentimento de que uma vida está se formando é mais forte a partir do segundo mês de gestação. É neste momento também, que o bebê deixa de ser reconhecido como um embrião e passa a ser chamado de feto.

Com o início da quinta semana de gravidez, os cuidados com a saúde e alimentação da futura mamãe são essenciais para uma gestação tranquila. Por esse motivo, nosso segundo texto sobre a gravidez semana a semana veremos a diferença no bom andamento da sua gravidez.

Leia, tire suas dúvidas e conheça mais dicas sobre a gravidez semana a semana – os dois meses de gravidez!

O que a mamãe precisa?

Mamãe, não estranhe se você ficar mais cansada, entre a quinta e a oitava semana de gestação. É normal, OK! Na gravidez semana a semana, as sensações de mal-estar e enjoos também são um pouco mais frequentes. O seu ginecologista poderá receitar algumas vitaminas para este período. Mas, não esqueça, somente faça uso de vitaminas que são recomendadas por ele.

No segundo mês de gravidez, você precisa estar atenta à sua alimentação. Afinal, tudo o que você consumir pode refletir na sua saúde e no desenvolvimento do bebê. Uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental para a gestação. Por isso, leve a sério aquele ditado popular de que “você está comendo por dois”.

Consuma alimentos com proteínas e ferro diariamente. E não esqueça do cálcio, é ele que vai ajudar na formação dos ossos e dentes do bebê.

O que o bebê precisa?

Como falamos no início do texto, é neste período que o bebê vai deixar de ser um embrião para se tornar feto. A fase é muito importante, pois o bebê começa a formar seus órgãos e a se desenvolver. O esqueleto, músculos, coração, rins, fígado, intestino e o sistema nervoso central estão no início de suas formações. Isso mesmo, é a vida que está surgindo!

Para o desenvolvimento do bebê, é importante que você faça de cinco a seis pequenas refeições por dia, ao invés daquelas conhecidas três grandes refeições diárias. Mas, lembre-se: fique longe dos alimentos gordurosos, eles não são bons para você e nem para o bebê.

Gravidez semana a semana: Pré-natal

Geralmente, é no segundo mês de gravidez que a mamãe deve começar o chamado pré-natal. A primeira visita ao ginecologista, após o descobrimento da gravidez, é determinante para uma boa gestação. Através de exames que serão solicitados pelo médico, a mamãe estará cuidando da sua saúde e também da saúde e desenvolvimento do bebê.

O pré-natal poderá evitar diferentes tipos de doenças e complicações que podem ocasionar, em casos mais sérios, o parto prematuro ou até mesmo o aborto.

Por tudo isso, mamães, não deixem a primeira consulta ao ginecologista e o pré-natal para depois. Cuide da sua saúde e do bebê lindo que está crescendo em seu ventre!

Exame no pré-natal: Ultrassonografia intravaginal

Na ultrassonografia intravaginal, é possível visualizar o embrião e o saco gestacional, além de calcular o tempo de gravidez e já a provável data do seu parto. O mais comum é que este exame seja realizado após a sexta semana de gestação. Há a possibilidade ainda de ouvir os batimentos cardíacos do embrião.

Você sabia? A partir da quinta semana de vida, o bebê começa a desenvolver suas papilas gustativas, o que significa que ele já está ganhando sensibilidade nos lábios. Quando engole o líquido aminoácido, é capaz de sentir sabores que são provenientes da dieta da sua mamãe.

Fique atenta!

Consumir alimentos que reúnem as vitaminas e os minerais certos para a boa formação e desenvolvimento do bebê é essencial, diminuindo também as chances de alguma deficiência do bebê. Lembre-se, uma boa alimentação ajuda o bebê e de quebra, traz muitos benefícios para a saúde da mamãe: mais disposição, bem-estar, funcionamento correto do intestino, entre outros fatores positivos estarão mais presentes.

Outro ponto muito importante: JAMAIS faça dietas por conta própria! “Mas eu estou ganhando muito peso, o que eu faço então?”. Mesmo as mamães que começam a ganhar muito peso logo no início da gravidez, não devem fazer dietas por decisão tomada sem o ginecologista estar ciente disso. Aliás, somente o ginecologista vai poder recomendar a ação correta nesse caso.

 

E aí? O que você achou do conteúdo de hoje sobre os dois meses de gravidez? Ele foi enriquecedor para você? Conte para a gente nos comentários agora mesmo! E não esqueça, continue acompanhando nossos posts sobre cada mês da sua gestação.

Categoria: Gravidez

Receba via e-mail dicas especiais para cuidar de seu bebê!

Outros textos do blog Pitibebê

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Os campos obrigatórios são identificados.
Todos os comentários do site são moderados previamente. Se o seu comentário ainda não foi publicado, por favor, aguarde.